VIDEO: Jornalista Emociona-se Ao Ler Obituário De Doente De 33 Anos Que Morreu

Com mais de 20 mil mortes já confirmadas por Covid-19 no Reino Unido, o país desespera ainda por uma luz ao fundo do túnel. Diariamente, contudo, à frente das câmaras, centenas de jornalistas narram, também na linha da frente, o dia-a-dia.

Porém, uma morte é sempre uma morte e a jornalista Kimberley Leonard, da Sky News, não conseguiu conter as suas emoções ao relatar o obituário de algumas pessoas que recentemente tinham perdido a vida.

Ao anunciar o desaparecimento de uma vítima de 33 anos, Leonard deixou fugir algumas lágrimas, lembrando, contudo, o mais importante: a nossa humanidade.

“Por trás de cada número há uma história pessoal. Sabemos que a pessoa mais velha a morrer de coronavírus tinha 108 anos. A mais nova, apenas cinco anos de idade”, começa por referir.

Kimberley, contudo, perde completamente o controlo quando tem de anunciar duas mortes separadas por um dia. Começa a contar a história da farmacêutica Pooja Sharma, que morreu 24 horas depois do seu pai e… desaba.

“Em homenagem à amiga, os seus entes queridos disseram que o seu riso era contagioso e que ela dava a seus amigos nada além de amor, apoio e dor de barriga com tantas gargalhadas”.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO