“Para Seres Atriz Não Precisas De Ir Para a Faculdade!”

Para a generalidade das profissões nem se põe em causa se a pessoa tem ou não de ter formação. Ninguém acha que o médico que o vai atender é apenas “um gajo que tem jeito para curar” e por isso conseguiu o trabalho. Ou que um advogado abriu escritório sem qualquer formação apenas porque achava que era capaz de realizar a tarefa em condições. Sabemos que aquelas pessoas tiveram de passar por um processo de formação para chegarem onde chegaram. Já no caso dos atores a situação é bem diferente. Hoje em dia o casting é feito com base no número de seguidores no instagram e pessoas com zero formação passam à frente de grandes talentos apenas porque têm uma carinha laroca e conhecem alguém.

Pior ainda, quem tem a coragem de escolher a arte como forma de vida tem de levar todo o santo dia com conversa do tipo “Para seres atriz não precisas de ir para a faculdade!”; “Não sabia que havia um curso de Teatro, pensei que isso era um hobbie.”; “vais tirar o curso de Cinema e tens o meu apoio, mas depois o que vais fazer da vida?”.

Deve ser angustiante ser tão desacreditado, por todos, e em particular pelos que se preocupam connosco. E quem diz atores diz músicos, escritores, pintores e outros artistas. Todos passam pelo mesmo. Se não se tornarem instantaneamente famosos, por algum laivo de sorte, são olhados de lado e excluídos, como se fossem uns infantis que não querem arranjar um “trabalho a sério”.

“THE REST OF US” é uma nova web serie portuguesa com 10 episódios, com a duração de 20 minutos cada, e aborda este tema. É também uma forma de apoiar novos artistas e mostrar que sem financiamento, com apenas trabalho e disponibilidade, se podem apresentar projetos culturais ao grande público. Foi tudo feito sem qualquer orçamento e apenas por “amor à camisola”.

“THE REST OF US” fala sobre aqueles que não passam por entre os pingos da chuva, mas sim, aqueles que se molham para chegarem onde querem. Tem a ver com a perda da inocência para alguns e a dificuldade em manter essa mesma inocência para outros. Tem a ver com aqueles que são ativos numa sociedade passiva.

Pode ver aqui o traile:

 
Felizmente nesta série – ao contrário do que acontece nas novelas e afins – houve preocupação em reunir um elenco qualificado e que conta com atores licenciados em Teatro e Artes Performativas.

A banda sonora é composta por covers de artistas pouco conhecidos e que merecem sê-lo. Conta também com originais compostos especificamente para a série pela banda “Morcegos da Vila Velha”.

Os primeiros 4 episódios já estão online e pode vê-los aqui:

Já segue a FunCo no Instagram?

DEIXE O SEU COMENTÁRIO