VIDEO: “A Life on Our Planet” (UMA VIDA NO NOSSO PLANETA), Um Testemunho Doloroso

Se passa um monte de horas a ver Netflix, guarde duas para ver este brilhante documentário de Sir David Attenborough, o mais pessoal que o grande Naturalista fez na sua longa carreira.

Sir David Attenborough tem 94 anos feitos em Maio, tinha 93 quando gravou este documentário, nascido em 1926 e com perto de 60 anos de explorações pelos 4 cantos do Mundo, é talvez a pessoa mais ciente em todo o Planeta dos estragos que a humanidade fez no último século.

Ele presenciou tudo, tanto a nível temporal como geográfico. Ele estava cá, a viajar pelo Mundo fora em busca de maravilhas naturais, quando elas ainda eram relativamente fáceis de encontrar. A população humana quando ele nasceu era de apenas 2 mil milhões. Hoje estamos perto dos 8 mil milhões. Para agravar a situação, consumimos muito mais coisas e de forma muito mais descontrolada do que nessa altura. No entanto apesar de a população ter quadruplicado e a exploração dos recursos naturais ter aumentado exponencialmente… o Planeta não aumentou de tamanho e os recursos não se multiplicaram.

O que Sir David nos vem dizer é muito simples: o Planeta está a murchar. Não é um exagero nem uma previsão catastrófica. É algo que ele viu acontecer com os seus próprios olhos.

É certo que o Planeta vai arranjar forma de se regenerar e a vida vai continuar, mas pode não ser como a conhecemos, e podemos não estar cá para ver. É esse o grande aviso: não é o Planeta que temos de salvar, é a nós próprios. O Planeta vai continuar cá.

No entanto este documentário não é catastrofista nem derrotista e deixa a porta aberta a uma salvação do futuro dos nossos filhos e netos ( que neste momento está bem sombrio ).

Depois de ver este vídeo não podemos deixar de o partilhar também, e recomendamos que faça o mesmo se também gostar. Use as redes sociais, fale do documentário aos seus amigos.. quando mais gente estiver consciente do estado atual das coisas, mais difícil vai ser para empresas, governos, famílias e indivíduos agir como se nada fosse e continuar a massacrar a única casa que temos.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO