Companhia Aérea Chamou-a Menina Em Vez De Doutora. Caso Está a Agitar o Twitter

Siobhan O’Dwyer denunciou recentemente, através do Twitter, um episódio que a deixou extremamente ofendida aquando de uma viagem a bordo de um avião da companhia Qantas.

Em causa está o facto de um dos funcionários a ter tratado por ‘menina’ O’Dwyer, ao invés de doutora O’Dwyer.

“Hey @Qantas, o meu nome é Dra. O’Dwyer. O meu bilhete diz Dra. O’Dwyer. Não olhe para o meu bilhete, depois para mim, novamente para o meu bilhete, e depois pense que é um erro e me chame de menina. Não passei oito anos na universidade para me chamarem de menina”, escreveu a mulher nas redes sociais.

A publicação não demorou muito para receber reações, havendo quem critique e quem defenda Siobhan. A maioria dos comentários acusa a mulher de ser “egocêntrica”.

“Ser doutora é uma designação profissional e não o seu nome pessoal”, acusa um dos comentadores, enquanto outros referem que problemas como este em nada contribuem para a evolução do mundo.

Após as reações, Siobhan decidiu esclarecer que a sua publicação nada tinha a ver com o facto de não a terem chamado doutora, mas sim por considerar que não o fizeram simplesmente por ser mulher. Assim, considerou, que tudo não passou de um “episódio sexista”.

Ora, muitos surgiram em sua defesa, concordando que se fosse um homem esta situação provavelmente não teria acontecido.

Entretanto, a companhia aérea já se pronunciou, limitando-se a referir que confia e tem orgulho na atuação e no tratamento que os seus funcionários dão aos passageiros.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO