Em Almada “Chove” Dentro Da Esquadra Da PSP e Há Viaturas Paradas

A esquadra da PSP de Almada apresenta diversas infiltrações que obrigam os agentes a espalharem baldes pelo edifício para apanhar a água que teima em cair do teto e em escorrer pelas paredes.

Mas este não é o único problema desta divisão policial da margem sul do Tejo.

A caldeira existente no edifício está avariada “há cerca de um ano”, o que faz com que não haja água quente para que os agentes que dormem nas camaratas possam tomar banho confortavelmente.

Ainda sobre as infiltrações, este não será um problema novo, uma vez que à porta do gabinete do comandante da esquadra também já tinham existido poças de água.

No entanto, os agentes queixam-se do facto de esta questão ter sido prontamente resolvida pelo comandante, o que agora não se verifica porque está “dependente” do Ministério da Administração Interna.

A divisão da PSP de Almada está ainda a braços com outro problema e este diz respeito às viaturas policiais já que duas carrinhas das Equipas de Intervenção Rápida da PSP estão encostadas: uma devido a acidente, a outra por falta de inspeção.

No primeiro caso, os agentes aguardam a decisão e ordem do seguro automóvel para que a carrinha possa ser reparada.

Na segunda situação, o veículo chumbou na inspeção automóvel e aguarda as devidas reparações para então poder novamente circular com a devida inspeção regularizada.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO