Empresa De Braga Já Transformou 4 Toneladas De Lixo Das Praias Em 20 Mil Pares De Calçado

Adriana Mano é a fundadora da Zouri, empresa de Braga, que se dedica à produção de calçado reciclado, com lixo dos oceanos.

A empresa, além de sediada em Braga, trabalha com fábricas de Barcelos, Felgueiras e Guimarães. A matéria prima – lixo dos oceanos – começou por ser recolhida na costa do concelho de Esposende.

A qualidade dos materiais é o segredo do negócio. Além do plástico reciclado, materiais produzidos a partir de frutas ou de plantas, como pele de maçã, de ananás ou de cacto, são alguns dos componentes do calçado Zouri.

Os materiais utilizados pela empresa são, por norma, certificados com o selo de “comércio justo” e “materiais ecológicos”. Os modelos produzidos e comercializados, pela marca, são, em parte, criados por designers, mas inspiram-se em modelos de marcas amplamente conhecidas.

A empresa possui representação internacional na Alemanha, na República Checa, em Itália, em França e nos países nórdicos. Em Portugal, trabalha com dez lojas e um terço da faturação da empresa desenvolve-se online.

A recolha do lixo do oceano é feita através de iniciativas sociais, que congregam ONG´s, escolas, municípios e voluntários. A primeira iniciativa deu-se ao largo da costa do concelho de Esposende, mas a recolha de lixo estendeu-se às praias do Porto e de S. Pedro de Moel.

Já segue a Desconcertante no Instagram?

DEIXE O SEU COMENTÁRIO