Fotos Raras Documentam o Amor De Freddie Mercury e Seu Namorado Nos Últimos Anos De Vida Do Artista

Medir hoje a grandeza de um artista como Freddie Mercury é lembrar de uma época em que os artistas eram capazes de mover muito mais do que somente uma multidão a cantarem as suas canções. Ao tornar-se um ícone gay e uma forte imagem do problema do HIV no mundo, o vocalista dos Queen não perdeu, porém, a própria intimidade – e as imagens da sua relação com o seu último namorado, Jim Hutton, ilustram esse Freddie apaixonado como qualque outro ser humano.

Hutton viveu com Freddie desde os meados dos anos 80 até à morte do cantor, em 1991, depois de sucumbir à doença. Segundo consta, Freddie precisou lutar bastante para conquistar Hutton, e só conseguiu dois anos depois de se conhecerem, só nessa altura é que Hutton cedeu às investidas e se deixou apaixonar por um dos maiores cantores de todos os tempos – demonstrando ser um parceiro fiel até nos momentos mais difíceis.

Apesar do triste fim de um artista que sempre pareceu ser maior do que a própria vida, saber que ao seu lado havia um grande amor, também oferece um pouco da dimensão do homem que foi Freddie Mercury, que vai muito além da música.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO