VIDEO: Genro De Jerónimo Contratado Pela Câmara De Loures Recebeu 150.000€ Em 3 Anos

O Tribunal Administrativo e Fiscal de Sintra anulou uma deliberação da ERC que considerava que a TVI tinha violado o rigor informativo numa reportagem sobre a contratação de serviços pela Câmara de Loures ao genro do secretário-geral comunista, Jerónimo de Sousa.

A reportagem emitida a 17 de janeiro de 2019 foi rotulada com “pouco rigor” e saiu do ar. Felizmente, hoje, a reportagem pode ser vista ou revista.

Segundo a reportagem da TVI, a Câmara Municipal de Loures, liderada por Bernardino Soares, contratou, por ajuste direto, o genro de Jerónimo de Sousa por valores acima do vencimento do próprio presidente do município 11 mil euros por mês, só no último contrato, que prevê fazer a limpeza e manutenção de paragens de autocarros e ‘mupis’ de publicidade na zona de Loures.

Em outubro de 2018, Jorge Bernardino terá recebido 11 mil euros por ter mudado oito lâmpadas e dois casquilhos. Em novembro do mesmo ano, também terá ganhado 11 mil euros por mudar 10 lâmpadas e substituir 160 cartazes publicitários.

Jorge Bernardino, casado com a filha de Jerónimo de Sousa, estava desempregado há três anos e, antes deste contrato, tinha trabalhado num talho, numa florista e num supermercado.

Depois da investigação da TVI, a autarquia comunista contratou a um preço muito inferior uma empresa especializada. O novo contrato fica por menos cinco mil euros por mês.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO