Governo Sueco Propõe Eliminar Os Termos “Mãe” e “Pai” Do Registo Parental

O Governo sueco lançou uma investigação especial para que a legislação nacional seja neutra quanto ao género.

Entre outras coisas, esperam que se apague conceitos como “pai” e “mãe” do registo parental, apostando por termos neutros quanto ao género.

Segundo Asa Lindhagen, ministra de Integração e Igualdade de Género, as famílias de hoje estão constituídas de formas diversas e as crianças podem nascer de diferentes maneiras.

O Código Parental atual entrou em vigor em 1 de janeiro de 1950 e segue baseando-se em grande parte numa família do núcleo “tradicional” com mãe, pai e filhos.

Dado que o casamento entre pessoas do mesmo sexo e a adoção por casais homossexuais é legal na Suécia, o texto da legislação estará sujeita a revisão.

Segundo Asa Lindhagen, do Partido Verde, as palavras “mãe e pai” podem ser utilizadas sem cumprir nenhuma função.

“Um dia importante para todas as famílias “arco-íris”! Estamos a avançar para adaptar a legislação à realidade. As famílias são diferentes e a sociedade não deve discriminar as pessoas por motivos de género ou orientação sexual. Tão simples como isso”, publicou a Ministra no Twitter.

Os resultados da investigação serão anunciados até junho de 2022.

Já segue a FunCo no Instagram?

DEIXE O SEU COMENTÁRIO