Quando Um Gato Rebelde Vai Ao Veterinário

Um gato precisava de uma cirurgia para um pequeno tumor e por isso o dono levou-o a um veterinário, mas deixou logo um aviso “ele é muito inconveniente”.

O veterinário e a sua assistente perceberão isso rapidamente, tentando administrar um pouco de sedativo para acalmá-lo, o que deixou o gato com uma raiva negra e morde o assistente.

Finalmente, o animal é colocado a dormir numa caixa usando gás soporífero, um método geralmente usado para pássaros e outros pequenos animais.

Quanto à assistente, teve de ir ao hospital para tratar as mordidas e arranhões infligidos pelo gato rebelde.

Já segue a FunCo no Instagram?

DEIXE O SEU COMENTÁRIO