VIDEO: The Prodigium é Um “Tubarão” Dos Mares e Pode Custar 500 Milhões

Chama-se The Prodigium e pode custar qualquer coisa como 500 milhões de euros se alguma vez vir a luz do dia.

O mega iate é o mais recente delírio visual de Pierpaolo Lazzarini, com o seu nome inspirado num animal e o interior na arquitectura da Roma antiga.

Verdadeira villa romana sobre as águas, o projecto do responsável da Lazarini Design Studio é uma alternativa para os mais privilegiados escaparem à pandemia da Covid-19 em alto mar.

Com mais de 150 metros de comprimento, 31 metros de largura e seis conveses, The Prodigium está estilizado de maneira a imitar um tubarão, bem visível nos dois terraços retrácteis laterais.

 
O enorme peixe, no entanto, não foi o único ponto de inspiração do estúdio de design italiano para projectar este mega iate de vanguarda. “Pensámos no tubarão como o imperador dos mares”, explica Pierpaolo Lazzarini, “e imediatamente decidimos basear o projeto no império mais famoso da História: o romano!”.

Significa então que este prodígio oceânico integra diversos elementos de um tubarão e da arquitectura da Roma clássica que podem ser apreciados de diferentes perspectivas.

Destacam-se os terraços dos conveses em forma de barbatana de tubarão, e as colunas romanas das piscinas.

Ainda com o grande peixe como fonte inspiradora, a sala de estar no convés superior também foi projectada para se parecer com o animal aquático. O tubarão, combinado com a influência arquitetónica da Roma antiga, cria uma aparência “futurista” ao navio capaz de acomodar 40 convidados e 30 tripulantes.

 
Essa inspiração clássica transparece nas duas colunas voltadas para a entrada principal de uma das piscinas, suportando também o convés superior adornado por uma segunda piscina.

Revelando o seu gigantismo, o The Prodigium pode albergar na popa, ao nível do mar, iates até 30 metros de comprimentos.

Dispõe igualmente de duas “garagens” para guardar outros “brinquedos”, como um Tesla Cybertruck, enquanto o último convés, coberto com painéis solares, está concebido para suportar até três helicópteros.

 
Três motores a jacto, alinhados com dois propulsores eléctricos, asseguram a mobilidade deste “monstro” a uma velocidade de cruzeiro de 22 nós, equivalente a 41 km/hora.

O casco em aço permite ao navio ter um centro de gravidade mais baixo, melhorando assim a sua eficiência.

O estúdio de design italiano prevê um tempo de construção de 28 meses e um custo que poderá atingir 500 milhões de euros, caso consiga encontrar os investidores certos para apostarem no projecto.

Já segue a FunCo no Instagram?

DEIXE O SEU COMENTÁRIO