Drone Mostra Milhares De Bicicletas Deixadas Ao Abandono Em Xangai

Amontoados de bicicletas empoeiradas tomaram as cidades chinesas de assalto. Até as estradas ficam cortadas porque as pessoas as abandonam na rua.

Desde 2017 que dezenas de companhias de bicicletas partilhadas têm nascido nas cidades da China: entre junho de 2015 e dezembro de 2017, a China recebeu 60 startups desse ramo. Foi uma das estratégias em que o governo apostou para diminuir a utilização dos automóveis e, pelo caminho, tentar reduzir o problema da poluição atmosférica do país. Mas a ideia teve um efeito inverso e estima-se que apenas dez dessas startups possam sobreviver: é que havia tantas companhias a pôr bicicletas na rua que a oferta tornou-se maior que a procura.

A certa altura, as pessoas utilizavam as bicicletas e depois estacionavam-nas nos lugares errados ou abandonavam-nas. Agora, as cidades chinesas transformaram-se num autêntico cemitério de bicicletas.

O fotógrafo francês Mathias Guillin, de 45 anos, filmou com um drone um desses cemitérios em Xangai onde se encontram milhares de bicicletas abandonadas junto a um edifício em ruínas. Visto de cima, este cenário colorido assemelha-se a um campo de túlipas, mas infelizmente a aparente beleza tem-se revelado bastante prejudicial-

DEIXE O SEU COMENTÁRIO